NOTÍCIAS

16/10/2019

Núcleo de Integração de Faixa de Fronteira da Amazônia visita IHP-Rede como fonte de inspiração para projetos no Amazonas

Chefe de Departamento do NIFFAM André Zumak coma presidente do IHP Marcia Rolon

 

E nessa semana o Instituto Homem Pantaneiro e a Rede de Proteção e Conservação da Serra do Amolar recebe a visita do Chefe de Departamento do Núcleo de Integração de Faixa de Fronteira da Amazônia (NIFFAM), o geógrafo Andre Zumak Azevedo Nascimento. O NIFFAM é um projeto da Secretaria de Desenvolvimento, Planejamento, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado do Amazonas (SEPLAMCTI).

O geógrafo encontra-se na região pantaneira pelo NIFFAM com a finalidade de descobrir as peculiaridades que o Pantanal tem, e mais especificamente as atividades desenvolvidas pela Rede na Serra do Amolar para que possam serem aplicadas na região da Amazônia.

Nesta segunda-feira, 14 de outubro o geógrafo esteve na sede do IHP e conheceu a missão, visão e projetos desenvolvidos pelo IHP e pela Rede.

Criada por meio do Decreto nº 32.729, de 22 de Agosto de 2012, o NIFFAM tem por finalidade coordenar ações e propor medidas que visem o desenvolvimento de iniciativas e a implementação de políticas públicas prioritárias à atuação do Governo Estadual na região fronteiriça, sob a coordenação da Secretaria de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação – SEPLANCTI.

De acordo com Andre Zumak a ideia de conhecer os projetos do IHP é pegar a experiência para tentar traçar algo parecido na Amazônia. “É utilizar os projetos desenvolvidos pelo IHP e pela Rede como uma fonte de inspiração para nós, e levar esse modelo, pois estamos em busca de exemplos positivos. Frutos como o IHP são pequenos lampejos de luz, de esperança. Estou colecionando as experiências do Pantanal para levar para Amazônia, e por mais que sejam biomas diferentes sabemos que essa experiência de desenvolvimento de ambas atividades é uma realidade próxima”, ressaltou.

O geógrafo também acompanhou a visita da Expedição Pantanal 2019, um projeto do Instituto Socioambiental da Bacia do Alto Paraguai (SOS Pantanal), Organização Não Governamental que tem a missão de informar e promover o diálogo para um Pantanal sustentável.

Na oportunidade o Chefe de Departamento do NIFFAM também conheceu o Moinho Cultural Sul-Americano e as atividades desenvolvidas pela instituição.

 

 
VOLTAR
Instituto Homem Pantaneiro © 2015.