NOTÍCIAS

19/10/2020

Médica defensora dos animais acredita em economia sustentável e mantém Instituto para proteger animais silvestres e o meio ambiente.

Todos os dias os noticiários têm nos mostrados casos de tráfico de animais silvestres, o descaso pelo desmatamento provocados pela ganância e falta de amor do homem pela natureza, além de, recentemente, nos depararmos com as cenas do Pantanal e da Amazônia ardendo em chamas.

Na contramão da devastação ambiental que nosso país vive, a médica e defensora dos animais Raquel Machado criou, há 10 anos, um verdadeiro santuário, lar de mais de 200 animais como araras, papagaios, macacos prego, bugios, tucanos, lobinhos, periquitos, cachorros, cavalos, entre outros animais. Todos animais que chegam até seu Mantenedor em Porto Feliz município de São Paulo, são encaminhados pelas autoridades ambientais, pois foram vítimas de maus tratos ou do tráfico ilegal.

Além de manter os animais do seu santuário, o Instituto Raquel Machado é apoiador e parceiro de diversas ONGs e instituições de proteção animal e ambiental, entre elas: SOS Pantanal, Ampara Silvestre, Ampara Animal, Instituto Arara Azul, Instituto Tamanduá e Brigada Alto Pantanal.

Empenhados na ação do combate ao incêndio do Pantanal, o Instituto Raquel Machado se prontificou à disposição das ONGs que estão na linha de frente e ONGs que não estão na linha de frente, mas que estão arrecadando fundos para ajudar a salvar vidas de muitos animais, pois sabem da dificuldade de contato no Pantanal e como é difícil conseguir suprimentos, locomoção dos voluntários e até mesmo no transportes dos animais feridos, como foi o caso do transporte da onça resgatada com queimaduras, batizada em “Amanaci”.

 

O veterinário responsável pelos animais do Instituto Raquel Machado, Jorge Salomão que está na linha de frente no Pantanal desde agosto, também recebe todo suporte necessário do instituto para se manter durante todo esse período na ação salvando inúmeras vidas.

Além disso, o Instituto está sempre ajudando no suporte, divulgação e direcionamento para as ONGs e instituições envolvidas conseguirem doações.

Não tem sido uma luta fácil. Para manter o projeto, todo mês, a médica retira uma porcentagem do faturamento de sua clínica para manter-se.

Com essa renda é possível alimentar e tratar animais, além de proporcionar mais qualidade de vida, tratamentos médicos, exames e construção de cativeiros, pois, infelizmente, muitos dos bichanos, mesmo que resgatados, são condenados a viver presos, já que não podem mais voltar ao seu habitat natural. A contribuição mensal e todo o trabalho desenvolvido pela médica dermatologista também ajuda na conservação dos recursos naturais e biodiversidade em suas reservas em São Paulo e no Mato Grosso do Sul.

Ao passar por uma consulta ou realizar um procedimento em seu consultório em São Paulo, os pacientes de Raquel ajudam o projeto e tornam possível a continuidade da causa animal.

Quer saber mais sobre o instituto?

Siga no instagram @institutoraquelmachado

Saiba mais no canal do youtube: https://www.youtube.com/watch?v=coNiz6N24vk

Fotógrafo: Fagner Nascimento Direção: Nathan Films

Por: Amanda Rodrigues, Roberto Rodrigues e Roberto Ferreres.

 

link: http://revistaeconomia.com.br/medica-defensora-dos-animais-acredita-em-economia-sustentavel-e-mantem-instituto-para-proteger-animais-silvestres-e-o-meio-ambiente/

 
VOLTAR
Instituto Homem Pantaneiro © 2015.